Infâmia de W. Wyler

Image

Depois de alguns anos,comprei a edição de “Infâmia” de William Wyler da Versátil e não me contive,revi esse filme que na época me deixou chocada e depois de uns dias,encantada mas muito pensativa sobre esse drama inteligente, forte e bastante polêmico.

Em 1936 Wyler filmou esse mesmo filme com Myriam Hopkins e Merle Oberon. O diretor se inspirou  na peça de Lillian Hellman para trabalhar em suas duas versões. No entanto, comentarei sobre “Infâmia” de 1961. Assisti as duas , ambas me foram dadas pela amiga cinéfila Dorinha Rocha,pessoa que eu só tenho a agradecer,tamanha generosidade em compartilhar conosco verdadeiras preciosidades, como esta, muito antes de ser lançada pela Versátil.

Shirley MacLaine e Audrey Hepburn vivem duas professoras numa escola feminina. Ambas mantém ótimo relacionamento com as alunas e seus pais, bem como com a vizinhança até que um dia são surpreendidas ao saberem que tinham sido acusadas de manterem uma relação homossexual.

A história se propaga como fogo,incendiando a vida das moças e de toda comunidade local. E mesmo tendo sido criada à partir de uma mentira por uma aluna da escola, as repercussões foram as piores possíveis.

O que assusta e torna “Infâmia” inesquecível é a contundente atuação da criança, causadora de todo escândalo,que convence seus parentes com sua versão do caso. E mesmo com inúmeros argumentos contra,sem prova testemunhal alguma, o povo se arma de preconceito e intolerância contra as professoras, que passam a ter que lidar com toda crueldade da aluna e por outro lado com a vista grossa dos adultos e responsáveis pelo caso.

Não bastassem a dimensão do ocorrido,a impotência delas diante da calúnia, Shirley MacLaine ainda precisa dar conta de seus sentimentos pela amiga(Audrey Hepburn), que sem saber exatamente a intensidade desse amor,passa ao largo pelo real sofrimento de Shirley MacLaine. O preconceito dos habitantes daquela pequena cidade e pressão exercida sobre as duas, além da culpa que esta carrega, faz com que chegue ao extremo,sofrendo e se punindo por tudo aquilo.A atuação da menina e de S. Maclaine são absolutamente incríveis e inesquecíveis.

Me lembrei de “Desejo e reparação” de Joe Wright, talvez por conta da menor que inventa e acusa, causando estrago parecido com o de “Infâmia”.

Mais do que um excelente filme, “Infâmia” fica como um daqueles livros, filmes, obras que serão atuais por muitos e muitos anos. Quando assistimos ao “Infâmia”de 1961 identificamos tais comportamentos sociais e até individuais nos tempos de hoje. Com isso,admiro ainda mais Lillian Hellman e William Wyler por ter corajosamente se aventurado a filmar: “The children’s hour” título original, duas vezes, nos anos 30 e 60.

 Por Carol Grether

 

Anúncios

Sobre bluevelvetblog

"Temos necessidade de alternativa" (Zizek)
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Infâmia de W. Wyler

  1. OI Carol,

    Dica mais que anotada. Chega a ser vergonhoso não ter assistido ainda “Infâmia”. Tantos filmes, tantas coisas a se descobrir.
    beijos

  2. Um clássico. Opção mais do que acertada, Carol . Resenha merecida para um filme que deve ficar na memória.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s